Moçambique

  • Moçambique

    As atividades que a Fundação E35 desenvolve em Moçambique tem origem nas relações históricas entre Reggio Emilia e Moçambique, no inicio dos anos 60. A cidade de Reggio Emilia desempenhou um papel de liderança internacional na promoção dos movimentos de luta contra o colonialismo e o apartheid, reinterado pelo Pacto de Amizade assinado entre a cidade de Reggio Emilia e a cidade de Pemba (Província de Cabo Delgado) em 1975. Há também as relações com a cidade de Maputo, capital de Moçambique, e com o distrito Chokwe (província de Gaza).

    Atualmente, a Fundação E35 atua em Moçambique em parceria como o Município de Reggio Emilia, Câmara de Comércio, C.R.P.A., Legacoop Emilia Oveste, Universidade de Modena e Reggio Emilia. Os principais parceiros de Moçambique são Ministério da Cultura, Ministério da Agricultura, Município de Pemba, a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade e Universidade Eduardo Mondlane.

    Os projetos de cooperação e solidariedade desenvolvidas pela cidade de Reggio Emilia atua em diversas áreas, incluindo a saúde materna e infantil, a prevenção de HIV/AIDS, a participação juvenil, o desenvolvimento do empreendedorismo, modernização de poços e educação primária.

    Até o momento, a Fundação E35 gere diversas parcerias em diferentes áreas e temas:

    • A educação por meio do projeto Educa for all destinado a instituições de ensino primário e secundário com o objetivo de facilitar projetos escolares integrados e cursos de formação profissional com a colaboração de associações e grupos
    • A agricultura por meio de um projeto de apoio à criação de redes produtivas na agricultura e a criação de cooperativas no Distrito de Chokwe, em parceria com a FDC – Fundação para o Desenvolvimento Comunitário.
    • A arquitetura e urbanismo com o acordo entre a Ordem dos Arquitetos de Moçambique e a Associação Nacional dos Arquitetos de Reggio Emilia.
    • A promoção da memória, da historia e da cultura.